Centro de Reabilitação para

Dependentes Químicos Cidade Viva

 

crcv

Nosso Centro  de Reabilitação para Dependentes Químicos atualmente conta com estrutura para vinte e quatro internos, estando em construção a segunda etapa que nos dará uma capacidade maior para recepção de novos alunos.

Veja aqui nossas fotos.

 

O que é:  É uma comunidade terapêutica em regime de internato - por ser comunidade terapêutica, não administramos medicamentos - a administração de medicamentos geralmente é feita quando há psiquiatra trabalhando no local, nós temos médicos que atuam na triagem e que vão ao Centro de Reabilitação quinzenalmente fazer um atendimento geral para ver a situação da saúde dos mesmos - os profissionais que atuam dentro do Centro de Reabilitação são homens - as mulheres ajudam somente externamente, quer na triagem, quer no acompanhamento aos familiares.

Capacidade: Temos capacidade atual para 24 alunos (como são chamados os internos) - em nosso caso, também recebemos menores de idadede a partir dos 12 anos.

Tempo médio de internação: O tempo médio de internação é de 09 meses - Esse tempo pode variar de caso para caso - tanto para mais quanto para menos tempo; ao fim do tratamento interno, o aluno (como o interno é chamado) é liberado do Centro e passa a ser somente acompanhado externamente, por meio de um coach (a quem chamamos de discipulador) e da participação em um pequeno grupo de ex-alunos ao qual chamamos de Conexão – esse grupo busca conectá-lo à vida em suas esferas mais importantes.

Como é o processo de entrada? Antes de entrar no Centro, é feito um acolhimento (em média uma semana), onde o dependente e seu(s) responsável(is) passam por entrevistas com o coordenador, uma psicóloga e um médico, que requisitará alguns exames de saúde. Simultaneamente, o dependente deve participar de pelo menos duas reuniões do Corredor da Vida, grupo de ajuda mútua (como um A.A., mas com viés espiritual mais acentuado, funcionando às 3a´s e 5a´s feiras) que se reúne no Centro de Convenções Cidade Viva. Nem todo caso necessita de internação, desta forma, muitos que apenas participam do grupo no Corredor da Vida deixam o uso de substâncias, o grupo é direcionado tanto para os que entrarão no Centro como para dependentes químicos que não necessitam ou não querem a internação. O Corredor da Vida também funciona com as famílias, em um grupo separado duas vezes por semana. Os co-dependentes (como são chamados os que são ligados aos dependentes químicos) têm uma atenção efetiva nossa, tendo em vista que eles são a base do tratamento do aluno. Antes de entrar no Centro, o aluno já inicia o tratamento no Corredor da Vida e a família também. Quando entra no CRCV, a família continua semanalmente sendo atendida a fim de não apenas tratar a questão dos problemas emocionais, mas também vários que se relacionam tanto à dependência quanto à reabilitação.

Como é o tratamento?

O aluno recebe três tipos de acompanhamentos:

1.  Espiritual: Somos uma comunidade evangélica e cremos que sem uma conexão do homem com Deus o tratamento é vão, pois o vício também é conseqüência de um coração separado do Criador. No Centro de Reabilitação o aluno tem dois ou três momentos diários de devocional bíblica e o trabalho dos 12 passos, utilizando a metodologia do Celebrando a Restauração. A família também é levada a compreender a importância dos princípios bíblicos nas reuniões, tendo em vista o caráter destes não só religioso, mas sociológico no que se refere a uma melhor vivência como meio.

2.  Físico: Por meio da prática de esportes, alimentação  balanceada e acompanhamento médico, buscamos orientar o aluno quanto à saúde e restaurar os efeitos nocivos ao corpo causados pela dependência química. Temos uma equipe de voluntários que dão duas aulas por semana de jiu-jitsu, e diversos outros que trabalham com esportes diversos, visando a reabilitação física. Neste mesmo viés, dois médicos atuam voluntariamente na triagem e quinzenalmente no CRCV dando o suporte na observação de algumas comorbidades ligadas à dependência.

Obs: Há uma prática comum em algumas comunidades terapêuticas de que a partir do momento em que o sujeito se converte, ele está curado e ponto. Este tipo de pensamento é um dos grandes causadores de recaídas e lapsos. Cremos que Deus usa a ciência para Sua glória. Como a OMS e a SENAD afirmam, dependência química é uma doença crônica e o sujeito deve se tratar para o resto da vida. Deus age, mas há a participação fundamental do próprio dependente que se olha como limitado e necessitado de cuidado. Quando o dependente se vê como limitado, se cuida mais e oferece maior resistência à recaída, tendo em vista que, assim como um diabético pode receber a Cristo e Deus usa a insulina para mantê-lo vivo, o dependente que encontra a Cristo terá na nova rotina e afastamento das drogas como método para mantê-lo limpo.

3.  Psicológico: Um profissional especializado contratado pelo Centro acompanha semanalmente o desenvolvimento do aluno, orientando-o, juntamente com a equipe de educadores rumo à ressocialização, restaurando sua dignidade. Enquanto o psicólogo (neste caso, contratado) acompanha o desenvolvimento do aluno dentro do CRCV, outra equipe de psicólogas voluntárias fazem o acompanhamento das famílias, quer individual, quer em grupo por meio do Corredor da Vida.

Gostaria de agendar uma conversa para mais informações:

A triagem é iniciada na 3a feira, com agendamento pelo telefone 9104-6188, com Moisés ou pelos e-mails Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Saulo Duarte
Coordenador da Área de Prevenção e Tratamento de Adicções - FCV



R. Luzia Simões Bartoline,100 - Aeroclube - João Pessoa - PB - CEP: 58036-630 - Fone: 3041-7471 - E-mail: cidadeviva@cidadeviva.org
Todos os direitos reservados - 2010© Cidade Viva - Cidade Criativa